Acesso Rápido

Menu de Credenciados

Menu de Usuários

Redes Sociais


 faq20

 


simule2020

Assessoria de Comunicação Lista de Noticias Governador Camilo Santana assina decreto que regulamenta Fundação de Saúde do Ceará
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Governador Camilo Santana assina decreto que regulamenta Fundação de Saúde do Ceará PDF Imprimir

Antonio Cardoso e Ascom Sesa - Texto
José Wagner - Fotos


O governador Camilo Santana assinou, na manhã desta sexta-feira (24), no auditório da Secretaria da Saúde, o decreto que regulamenta o funcionamento da Fundação de Saúde do Ceará (Funsaúde). Por conta dos protocolos impostos diante da pandemia de coronavírus a solenidade foi fechada, mas transmitida pela internet. Assinaram, além do governador, o secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto) e o procurador-geral de Justiça do Estado, Manuel Pinheiro.


“Minha presença aqui na Sesa não foi por acaso. Vim para demonstrar minha gratidão e reconhecimento a todo o trabalho que os profissionais de saúde do estado do Ceará têm realizado. Têm sido heróis não só nessa pandemia, mas ao longo de todos os anos para salvar vidas e cuidar dos nossos irmãos e irmãs cearenses”, disse o governador.


A criação da Fundação de Saúde do Ceará, de acordo com o governador Camilo Santana, tem como principal objetivo melhorar o acesso dos cearenses ao sistema público de saúde. “Isso tudo tem sido feito de forma organizada, planejada, estruturada e por lei. É um legado que ficará para o estado do Ceará. Uma coisa para funcionar bem, precisa ser bem planejada, bem definida, com indicadores e metas. Somos hoje referência na área da educação por conta dessa estruturação e é o que estamos construindo também na área da saúde”, ressaltou Camilo. “Vamos lutar muito para fazer do Ceará um estado referência na atenção da saúde no Brasil. Não tenho dúvida que conseguiremos com essa equipe, com os profissionais que temos, com estruturação, organização e planejamento. Essa Fundação terá a capacidade de organizar melhor esse processo no estado do Ceará”.


A Fundação de Saúde do Ceará será responsável por gerenciar os serviços assistenciais do Ceará e passa a vigorar a partir da publicação do decreto no Diário Oficial do Estado (DOE). A Fundação tem por finalidade desenvolver e executar de forma regionalizada, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), ações e serviços de saúde estaduais. “Em Crateús, por exemplo, não tinha uma UTI para o paciente fazer cirurgia, obrigando a se deslocar para Sobral ou Fortaleza, a ideia da reorganização é que 90% das necessidades de saúde do cidadão sejam resolvidas na sua região. O Ceará foi dividido em cinco macrorregiões de saúde, então cada uma, até o final do nosso governo terá pelo menos um hospital de alta complexidade funcionando”, assegurou o governador, ressaltando também a universalização do Samu no Ceará. “Todas as ações têm o objetivo de fazer com que o cidadão não precise se deslocar 300 quilômetros para ser atendido”.


Ainda durante fala na solenidade de assinatura o governador antecipou que em breve será anunciado concurso público para a Fundação. “Profissionais serão selecionados publicamente para cumprir a sua missão nos hospitais, nas policlínicas, em toda a estrutura de saúde pública do Ceará. Estamos dando passos importantes e esse momento de pandemia mostrou muitas cicatrizes de desigualdades no país. Vivemos num país que é um dos mais desiguais do planeta. Essa pandemia mostrou essa realidade, assim como mostrou a importância do Sistema Único de Saúde. Mais de 80% da população cearense utilizam o SUS”.


Reconhecimento


A assinatura do decreto de criação da Fundação representa para os profissionais da saúde do Ceará, a certeza de dias melhores. A avaliação é do secretário estadual da Saúde, dr. Cabeto. “O Estado tem procurado pensar nas pessoas, colocar vidas em primeiro lugar. Então, desde o começo, quando se iniciou esse trabalho e foi apresentada a plataforma de modernização da saúde, o Governo expôs que estava preocupado com aqueles que fazem o sistema e esses são os profissionais da saúde. O Estado tem dado demonstrações inequívocas que se preocupa com eles e, principalmente com os usuários, aqueles que precisam de acesso e empatia no momento de sofrimento. Desde o começo temos a convicção que o Ceará vai sim fazer o melhor sistema de saúde do Brasil. Isso não é megalomania”, apontou o secretário.


“Estamos no curso de uma pandemia de proporções internacionais. Tudo está sendo construído com a liderança do governador que transformou o Ceará em um dos estados mais harmônicos na relação entre a ciência, a epidemiologia e as decisões políticas. Isso marca um momento muito diferente da saúde. Para nós que fazemos a saúde do Ceará é extremamente gratificante. Agradeço a todos que fazem a saúde do Ceará. Essas pessoas são absolutamente imprescindíveis, têm se transformado na cada dia. Têm enfrentado mudanças no seu ambiente de trabalho, saído da caixinha. É um esforço muito importante e a Fundação consolida isso”, concluiu o secretário estadual da Saúde, dr. Cabeto.


O procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro, parabenizou pela forma que o Estado vem atuando diante da pandemia de coronavírus. “Faço de público o elogio pela condução desta que é uma das maiores crises humanitárias do Ceará, do Brasil e uma das maiores do mundo. É confortante ver que as decisões tomadas na área da saúde foram responsáveis, baseadas na ciência, sensíveis aos impactos econômicos e sociais pelas medidas que tiveram de ser adotadas, mas todas necessárias para poupar vidas de cearenses”, avaliou. “Tivemos momentos de tristezas, com muitas perdas e sofrimento, mas de tudo isso vai ficar o legado e a criação da Fundação faz parte desse legado, assim como a instalação de vários leitos de UTIs no Interior do estado. Vai ficar para o povo do Cerá um atendimento muito mais qualificado pelos investimentos que foram feitos nesse momento de pandemia”.


Modernização


A Fundação de Saúde do Ceará colocará em pleno funcionamento a regionalização da saúde do Ceará, uma das ações previstas na Plataforma de Modernização da Saúde lançada em agosto de 2019. Com o gerenciamento gradual dos serviços assistenciais, a Fundação permitirá o fortalecimento das cinco Regiões de Saúde, possibilitando que o Estado exerça o papel de coordenador do SUS estadual e possa distribuir as competências entre a administração direta e a indireta.


Sob a coordenação da Sesa, a Fundação de Saúde do Ceará terá como função apoiar os municípios na execução dos seus serviços regionais de saúde e a Comissão Intergestores Regional em sua governança interfederativa regional, uma vez que as regiões de saúde não possuem personalidade jurídica.


Para isso, contará com unidades descentralizadas – as agências regionais de saúde – nas regiões de saúde do estado, para apoiar as atividades técnico-administrativas necessárias à boa atuação da região para garantia de serviços à população, com o apoio da Sesa como autoridade regulatória.


Competências


A Fundação tem, entre outras atribuições, prestar serviços de saúde à população em todos os níveis de complexidade próprios do Estado; prestar apoio aos municípios e consórcios públicos de saúde em serviços de assistência à saúde de âmbito regional; desenvolver programas de educação permanente de forma regionalizada para os profissionais de saúde do SUS; coordenar as atividades regionais da central de regulação assistencial; monitorar o cumprimento dos indicadores regionais e dos resultados qualitativos dos serviços regionais de saúde no âmbito do SUS; e desenvolver atividades de caráter científico e tecnológico.

 

Serviços

Agenda - Agosto 2020

Do Se Te Qu Qu Se Sa
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5

 

relacao2020



guia2020


Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará - R. Senador Pompeu, 685 - Centro, Fortaleza/Ce

CEP: 60.025-000 - Fone: (85) 3101.4803 - Localização no Mapa

© 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados